FANDOM


Ongoing SIGN AVISO!: Este artigo está marcado como "Em andamento".
Esse artigo diz respeito sobre uma página em andamento que está sendo continuamente atualizada. Por isso, as informações aqui podem acabar sendo modificadas com o tempo. Páginas marcadas com este aviso necessitam de contribuições e informações não inseridas ainda. Ajude-nos!
Yatatso "Himura" Matou-sai
Yatatso Matou-sai
Jogador Rafael Melo
Arquétipo Samurai
Raça Humano
Sexo Masculino
Idade ?
Lugar de Origem Neo-Japão
Nível Atual 2
Status Vivo
Relativos ?
"O sangue daquele que fere o inocente pagará pelos seus atos!"
―Yatatso

HistóriaEdit

Yatatso Matou-sai é o filho mais novo da linhagem de sua pequena família. Ele nasceu e se criou num pacato vilarejo em Neo-Japão. Aos 6 anos de idade presenciou a morte de seus pais e seu irmão mais velho quando integrantes de uma milícia invadiram, interrogaram, abusaram, violentaram e assassinaram mais da metade do povoado em que habitavam. Quem os liderava era um homem sombrio, com vestes negras como a noite, com apenas um olho na face (usava um tapa-olho do lado esquerdo), de estatura mediana, uma cicatriz que transpassava sua boca e o advento curioso de só possuir 9 dedos em suas mãos (faltando um deles na mão esquerda). Eles buscavam um tipo de artefato desconhecido até então pelos habitantes do vilarejo que, segundo informações, estaria lá protegido por seu guardião. A milícia “sem nome” invadiu o singelo vilarejo numa noite de festa, quando os aldeões celebravam o centenário da existência de seu povoado. Em geral eram pessoas humildes e sem muita instrução; alguns poucos até eram conhecidos como combatentes, mas não puderam defender seu povo por muito tempo. A orquestra toda foi um massacre.

Nada disso interessava ao Yatatso, a não ser o fato de que mercenários, de fato, assassinaram sua família diante de seus olhos. Como ainda era muito pequeno, não pôde fazer nada a não ser esconder-se, obedecendo às últimas ordens que seu honroso pai lhe dera. Acuado embaixo do assoalho da casa onde morava, o pequeno Matou-sai presenciou de muito perto, impotente, os últimos momentos de vida de seu pai e de sua mãe. Seu irmão foi encontrado morto, não muito longe dali. Todos pagaram com suas vidas por informações sobre um artefato do qual não tinham conhecimento algum. E assim foi.

Yatatso permaneceu órfão por algumas poucas horas apenas. Sim, porque logo retornara ao vilarejo o Sensei Doo-jin mo Himura, mestre samurai responsável pelo dojô da vila e, não por acaso, amigo pessoal do pai de Yatatso.

Acontece que os Matou-sai descendem diretamente de uma antiqüíssima linhagem de samurais da era feudal, perpetuados pelos tempos e (teoricamente) aniquilados na era Jin Seng. O Sr. Ayure Matou-sai conhecera o sensei Himura de tempos antes do nascimento de Yatatso, quando serviram juntos em favor do governo de um antigo Japão. Mas ele não seguira os passos da antiga linhagem da qual descendia, e preferiu se esmerar na arte da diplomacia. O sensei Himura, por outro lado, serviu como capitão do exército japonês ao mesmo governo, porém fora ensinado na arte samurai, e a praticava. Após servir honrosamente durante toda a vida ao governo nipônico – e depois de instalado o caos que assola o mundo atual... – o Sr. Matou-sai retirou-se da movimentação maior dos grandes olhos sociais que o envolvia e passou a morar no vilarejo em que, fatalmente, viria a morrer naquela fatídica noite de festa. De igual modo também o fez seu amigo Himura, porém não com o mesmo destino...

Então, o Sensei Himura, após retornar ao seu vilarejo de uma espécie de retiro pessoal, sabendo do ocorrido mas já não podendo mais fazer nada para mudar o acontecido, encontrou com o filho do seu antigo amigo debruçado sobre os corpos de seus pais ao nascer do sol – após a madrugada trágica no vilarejo - e, num último ato de honra à família de seu amigo, o adotou como seu próprio filho. Doutrinou e ensinou Yatatso nas artes e na filosofia samurai.

Acontece que Himura fora treinado por um antigo samurai recluso, conhecido por sua fama de retaliador – isto porque ambos, tanto Himura como seu antigo mestre, trabalharam como assassinos vingadores em favor de seus ideais libertários em épocas de conflitos globais, por assim dizer. Seu mestre havia desenvolvido uma técnica milenar de combate que consistia no uso de um só golpe para neutralizar o inimigo; utilizando apenas uma espada forjada no segredo de sua própria geração, a qual não oferecia risco algum nas mãos de um ignorante, pois possuía a lâmina invertida. A esta técnica o antigo retaliador nomeou “Hiten Mitsurugi”.

Após alguns anos de treino, Yatatso descobriu os verdadeiros conhecimentos de seu mestre no Hiten Mitsurugi e insistiu para que lhe ensinasse. Obviamente Himura resistiu no começo. Mas, depois de ouvir o que se passava no âmago de seu discípulo, percebeu que estaria fazendo um grande gesto para com a memória de seu amigo já falecido, munindo Yatatso com as ferramentas necessárias para fazer justiça à honra maculada de seus pais e de seu povo. Assim, Yatatso foi ensinado durante 20 anos nas artes samurai, mais especialmente tornado herdeiro da técnica da espada de lâmina invertida Hiten Mitsurugi.

Hoje, Yatatso tem 27 anos de idade. Há alguns meses seu mestre faleceu. Mas não antes de lhe passar a incumbência de proteger e carregar consigo um item no mínimo curioso. Uma espécie de Mandala do tamanho da mão de um homem adulto, a respeito da qual nunca lhe foi falado antes, e Yatatso não tem a mínima idéia do que ela significa (ou faz!). Ela está presa à sua espada, pendurada à distância de uns 8-10cm do cabo. Esta mesma espada que lhe fora dada por seu próprio mestre em seu leito de morte – objeto pessoal dele – como forma de passar-lhe seu legado a Yatatso.

Matou-sai procura vingança pela morte injusta e fria dada à sua família. Ele carrega não o ódio, mas o senso de justiça que permeia a sua vida desde a infância quando lhe foi imposto o perjúrio de uma causa que não era sua. Apesar de tudo, ele tem um semblante sereno e está sempre disposto a proteger outros inocentes. Abomina o prejuízo sem causa. Detesta aqueles que se vangloriam sobre a fraqueza alheia. E é por estas e outras que alguns começam a espalhar uma idéia... a de que, talvez, ele seja o último retaliador vivo de uma outra era.

CuriosidadesEdit

  • Apesar de ter sido forjado nas artes samurais, Yatatso geralmente não se porta com agressividade. Ao contrário, está sempre sereno e calmo; meditando, refletindo e distraído mutias vezes com coisas banais.
  • Matou-sai não suporta a mentira ou o engano, e fará qualquer coisa para que não se disseminem em sua presença. Também não rejeita pedidos de ajuda, nem se nega a proteger aqueles que se mostrem mais frágeis e indefesos; mesmo que precise dar seu próprio sangue por eles...

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.