FANDOM


13---The-Death

Arcano Maior do Tarô clássico: 13 - A morte (Death).

"A morte" é a carta representada pelo número 13 dos Arcanos Maiores no Tarot clássico. Em alguns lugares do mundo, esta carta é referenciada como "O arcano sem nome", uma vez que as pessoas acreditam que dizer o nome dele traz má sorte ou energias negativas. Em suas aparições ela significa uma grande transformação na vida do consulente. Esta mudança nem sempre é negativa, sendo portanto injustificado o temor que muitos têm dessa carta.

SignificadosEdit

Dentre os diversos significados conhecidos e atrelados a esta carta, estão:

  • Grandes transmutações e novos espaços de realização;
  • Dominação e força;
  • Renascimento, criação e destruição;
  • Fatalidade irredutível / Fim necessário;
  • Fim de uma fase / Abandono de velhos hábitos;
  • Profundidade, pensar metafísico;
  • Discernimento severo, sabedoria drástica;
  • Indiferença, desapego, desilusão.

Possíveis interpretaçõesEdit

Em algumas representações, a carta traz a figura da morte montada em um cavalo e várias pessoas morrendo a sua volta, incluindo imperadores, civis, cavaleiros e heróis. Isso pode ser interpretado como o fator do fim da vida e das mudanças inevitáveis vindo para todo e qualquer ser vivo, independente de seu cargo social ou poder econômico.A foice e as vestimentas pretas também ajudam a caracterizar a personificação da morte.

Atrás da morte, existe o céu cinzento representando a incerteza das mudanças, mas resguardado pelo sol (ou a lua em algumas versões) que dita que elas irão acontecer. Para abrir uma porta é necessário fechar outra, esta carta representa justamente tais mudanças que não são passíveis de controle. A morte traz despedidas repentinas e mudanças involuntárias que não devem ser impedidas.

HistóriaEdit

É provável que a alegoria da morte representada como um esqueleto com a foice, seja original do Tarô; se isto for verdade, trata-se de uma das contribuições fundamentais feitas pelas cartas à iconografia contemporânea, considerando a ampla popularidade desta metáfora macabra[1].

O estudo deste arcano se divide em três aspectos: o número treze, o esqueleto a foice. Como emissário de uma premonição sombria, o treze tem seu antecedente cristão nos comensais da Última Ceia, de onde a tradição extraiu um conto bastante popular da Idade Média: quando treze pessoas se sentam à mesa, uma delas morrerá em breve, segundo a superstição.

Simbolicamente, o 13 é a unidade superadora do dodecadenário, ou seja, a morte necessária de um ciclo completo, que implica também – ainda que este aspecto tenha sido esquecido na transmissão popular – a idéia conseqüente de renascimento. Na arte cristã primitiva não há traços deste simbolismo durante os primeiros séculos, o que não parece estranho se forem consideradas as idéias centrais dos catecúmenos, ou seja, a morte entendida como pórtico de uma vida melhor, a confiança na proximidade do Juízo Final (e a conseqüente ressurreição da carne); a absoluta falta de medo frente a um estado transitório.

Os esotéricos não vêem a morte como falha ou imperfeição: as formas se dissolvem, variam de aparência quando se tornam incapazes de servir ao seu destino.

ReferênciasEdit

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.