FANDOM


HistóriaEdit

Paralelo aos Elfos e aos El'zels, também existiu um terceiro clã de Elfos que sofreram mutações ao longo dos anos: os Quellsir. Esses elfos se isolaram das florestas e cavernas há muito tempo e optaram por viver próximo aos mares e lagos, por terem um credo diferente de seus primos El'zels e Elfos das florestas. Embora ainda adorem a natureza como um todo, eles gostavam mais do ambiente aquático e das criaturas, deuses e mitos que envolviam o mesmo.

Os Quellsir, entretanto, tem uma história um pouco mais trágica do que suas contrapartes terrestres. Ao serem expulsos pelos Elfos da natureza devido a sua crença diferenciada e caçados pelos El'zels por serem considerados fracos e inocentes demais, os Quellsir procuraram abrigo próximo dos mares, onde puderam viver por um tempo em paz. Isto é, até a chegada dos humanos, piratas e corsários do alto mar. 

Em uma busca incessante por terras e tesouros antigos que os Quellsir carregavam em sua cultura, os humanos os exploraram, os escravizaram e abusaram dos mesmos para que fizessem todo o trabalho duro para eles em embarcações e cruzadas marítimas. Desenvolvendo um forte ódio pelos humanos e seus primos da terra, estes elfos então começaram a estudar e misturar o arcanismo neutro com a magia elemental da água, pouco a pouco preparando uma vingança lenta e fria contra seus feitores.

Em um ato desesperado, uma legião de Quellsirs então se rebelou e uma guerra naval e litorânea começou, a qual os mesmos foram guiados e ajudados pela natureza e as forças aquáticas, convocando elementais, criaturas das profundezas do mar e outros animais que causaram uma verdadeira chacina contra os humanos e os E'lzels que ainda os perseguiam.

Banhados por sangue e viciados em magia arcana e aquática, estes elfos lentamente migraram cada vez mais para os oceanos, mudando sua fisiologia, comportamentos e cultura, tornando-se criaturas totalmente novas e diferentes de seus ancestrais que batalharam para que um dia isso acontecesse: a união completa com o mar.

Eles são vistos com ódio pelos humanos e repúdio pelos El'zels e Elfos, devido ao passado histórico que carregam consigo. Muitas outras raças os veem como demônios aquáticos que sucumbiram aos seus instintos mais primitivos e abandonaram parte da "humanidade" (no conceito de, ser consciente, lúcido e polido para com outros indivíduos) e por isso, temem ou tendem a não confiar totalmente neles.

Desde então, os Quellsir vivem em suas cidades aquáticas, em praias, lagos ou qualquer ambiente que tenha uma grande quantidade de água para que os mesmos possam viver extrair parte da energia que precisam para viver e saciar o vício por magia aquática.

SociedadeEdit

Os Quellsir geralmente possuem um rei ou uma rainha cujo pagam tributos ou adoram, mas os mesmos possuem pouco controle sobre a vida dos cidadãos. Os Quellsir vivem como desejam, obedecendo e respeitando à um líder somente em tempos de desastres aquáticos ou um grande perigo geral no mundo. Os nobres dos mares geralmente são os responsáveis pelas tarifas, acordos e tratos entre eles mesmos e outras raças (se necessário).

A população Quellsir consiste primariamente de artistas e artesões que conseguem criar os esplendores mais lindos e estonteantes de todos os mares. Esses esplonderes são tão espetaculares (ou mais) que as criações élficas já comumente reverenciadas no mundo terrestre. Os Quellsir utilizam e são aficcionados tanto por magia quanto pela natureza e raramente hesitam em combinar os dois, principalmente se isso for para o benefício dos mesmos.

Diferentemente dos elfos, os Quellsir não tem medo de desafiar a ordem natural das coisas ou ir contra algum aspecto normal da vida de tudo que existe. Eventualmente, isso pode ocasionar diversos trabalhos e criações espetaculares nunca vistas, mas também pode criar aberrações que causam mais mal do que algo bom. Estes elfos marítim os podem ser orgulhosos e egoístas, e isso facilmente pode levar a insanidade se misturado com forças arcanas desconhecidas.

CaracterísticasEdit

Quellsirs lembram seus primos terrestres (os elfos) com corpos mais delgados ou musculoso, mantendo a graça e beleza estonteante. Eles possuem uma pele brilhante que varia de tons azulados até verde e cinzento, com tonalidades mais claras e escuras;

O cabelo deles é geralmente verde, azul escuro ou branco. Suas orelhas são delicadas e assemelham-se a barbatanas / nadadeiras de peixes, além de possuir também traços de barbatanas em um traço em suas costas;

Quellsirs geralmente usam roupas e armaduras de tonalidades azuladas ou escuras decoradas com plantas, corais, conchas e  pérolas;

Eles geralmente precisam de água para viverem bem, e aqueles que se aventuram fora do habitat natural precisam se hidratar com certa frequência, tomando duchas ou ingerindo / banhando-se com líquidos sobre a pele;

Altura mínima de 1,70m e máxima de 1,90m;

Expectativa de vida de 300 anos, com a juventude sendo atingida próxima dos 80 anos e a vida adulta após os 180.

Dicas de InterpretaçãoEdit

Os Quellsir geralmente enxergam como obrigação olhar e proteger outras raças, principalmente de animais e criaturas com tempo de vida mais curto que o deles. A maioria dos animais e raças marítimas tendem a respeitar e gostar muito dos Quellsir, raramente desafiando-os ou desrespeitando-os.  Eles valorizam a expressão de emoções e liberdade, mas geralmente são mais envolvidos com a generosidade e graciosidade. Parecido com alguns de seus primos das terras, os Quellsir geralmente possuem uma tendência boa com aspectos caóticos. Muitos Quellsir são exploradores naturais com uma sede por aventuras em um nível saudável. Alguns gostam de partir em busca de respostas para os mistérios do oceano. Outros gostam de buscar por histórias do passado de sua raça e entender melhor a relação e uso da magia arcana e da natureza.

995842 615214395216424 1129008012 n

Quellsirs

 

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.