Fandom

Dragon Fantasy Saga Wiki

Pigli

548pages on
this wiki
Add New Page
Comments0 Share
Pigli
PigliAvatar
Arquétipo Ladra
Afiliação Culto dos Condenados
Linha do Tempo Ano 6002+
Raça Kalkan
Sexo Feminino
Idade 45 anos
Status Morta
Relativos Um irmão presumidamente vivo

Pigli é uma personagem secundária que apareceu no Episódio 2 do Arco II de Grey Avalon no Dragon Fantasy Saga RPG. Essa kalkan ficou conhecida pelo ato de traição em relação aos protagonistas do arco.

AparênciaEdit

Ela possui traços de beleza mesmo para os padrões de sua raça (kalkan), tendo longos cabelos lisos com cor de mel e lábios bem vermelhos. Paralelo ao seu rosto jovial, Pigli usa armaduras médias feitas principalmente de couro animal reforçado, além de carregar consigo uma espada pequena que parece ter algum valor emocional para a mesma.

PersonalidadeEdit

Pigli é uma boa atriz no quesito de tentar enganar outras pessoas, emulando com facilidade emoções que não estão presentes de fato na sua vida. Ela age como se fosse uma mercenária, embora tecnicamente nunca tenha se declarado como uma - assim, aceitando ordens e trabalhos daqueles que pagarem mais por seus serviços.

Ela não demonstra remorso nem problemas à principio em trair pessoas, conhecidas ou não. Entretanto, como visto durante os eventos do arco II, ela pode sim se arrepender de algumas ações. Tal fato é visto quando ela descobre os planos reais do culto dos condenados e tenta avisar os heróis antes que fosse tarde, se culpando por ter contribuído com um possível fim do mundo.

HistóriaEdit

Arco IIEdit

Pigli apareceu para o HildeLessienChromeBardusSorinKraashi e Lwynneth enquanto o grupo viajava em busca de Feywall, pelos Campos Serenos. Ela estava abandonada em uma estrada vazia, ensanguentada e cheia de ferimentos enquanto chorava frente ao corpo de um crysoceros que parecia ser sua montaria.

A kalkan então conta uma história onde ela relata ter sido atacada por cultistas sombrios, e seu irmão que estava junto da mesma fora capturado e levado por eles como escravo. Pigli então suplica para que os heróis ajudem-a resgatar seu irmão ao norte e os mesmos aceitam, com certa hesitação por parte de Lwynneth e Sorin.

Mais tarde, ela revela-se por ser uma traidora, entregando o grupo numa emboscada para cultistas sombrios que a pagam por seu trabalho. Pigli então foge dali, não sendo mais vista até cerca de 7 meses depois, onde é encontrada na Catedral Fulgurante pelos mesmos heróis que havia traído.

Após os 7 meses

Durante os 7 meses entre sua primeira aparição e a última, Pigli trabalhou para o culto dos condenados e os ajudou com serviços onde seu tamanho, charme e capacidades furtivas fossem necessárias. Entretanto, ao ouvir uma conversa do General Drakkius com os arcanos corrompidos, ela entende os reais objetivos do culto e de seu chefe. Horrorizada, Pigli vai até a catedral fulgurante, onde avisa os heróis sobre o destino do mundo, os planos dos cultistas e sobre a existência dos amuletos dracônicos.

Repreendida e hostilizada por ter traído previamente o grupo, Pigli pede desculpas mas não consegue terminar sua vida com a consciência tranquila: ela é seguida e morta por dois assassinos do culto, Kenzo e Iriz, tendo sua cabeça separada de seu corpo.

Galeria de arteEdit

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.